Doria admite que dirigia seu carro em parte das multas acumuladas na CNH

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), admitiu à revista “Veja São Paulo” que era ele quem dirigia os veículos em parte das infrações que levaram à suspensão de seu direito de dirigir por dois meses. No início da semana, questionado pela Folha de S.Paulo sobre as multas, o tucano divulgou nota na qual afirmava que não “costumava” dirigir seus próprios carros – serviço esse feito por “motoristas profissionais”.

O tucano teve a CNH suspensa entre 13 de janeiro e 12 de março após ter acumulado mais de 20 pontos na carteira após uma série de infrações, a maioria delas por excesso de velocidade. “Tenho vários carros na minha casa. Ao longo de um ano, certamente em algum momento eu estava dirigindo, sim. Mas, na maioria dos casos, era o motorista. Em duas ocasiões, eu estava no exterior. O Detran reconheceu isso, mas, como fiz a contestação fora do prazo, não tive os pontos retirados”, disse à revista.