Tratamento de fungo nas unhas pode demorar mais de um ano

O descaso no cuidado com as unhas pode causar a proliferação de fungos, o que acarreta uma onicomicose, tipo de micose que atinge 20% da população mundial, segundo estudos médicos. Além de causar desconforto, a doença ainda pode levar mais de um ano para ser tratada. “O paciente tem que ter muita disciplina no tratamento, pois o fungo é um organismo muito resistente”, diz a podóloga Cristina Lopes, da clínica Doctor Feet.

“Os fungos fazem parte da microbiologia do nosso organismo. Em alguns momentos, a gente passa por período de diminuição da imunidade, dando ambiente propício para os fungos crescerem de maneira desordenada. E o tratamento é lento e difícil, precisa de paciência”, afirma Claudio Wulkan, dermatologista da Sociedade Brasileira e Americana de Dermatologia e do Hospital Israelita Albert Einstein.

Entre os fungos no corpo humano, a onicomicose é a segunda que mais aparece, ficando atrás da frieira, que, aliás, quando malcuidada, pode se espalhar pelas unhas. “A unha do pé cresce um milímetro por mês, quatro vezes mais devagar que a das mãos. Por isso. acaba sendo mais com uma doença nos pés”, afirma o médico.

A prevalência é maior em pessoas mais idosas, pois o fluxo sanguíneo é menor, criando uma situação onde o fungo cresce com facilidade. “Em criança é mais difícil pegar. A unha cresce mais rápido, tem circulação melhor, além da mãe, que fica ‘em cima'”, diz Wulkan.

Alguns cuidados simples são bastante eficientes para evitar a doença. “O fungo gosta de um ambiente mais quente, úmido e escuro. Então, quando se usa um calçado fechado, com meia, por exemplo, aumenta a possibilidade de o organismo se instalar no pé”, afirma a podóloga Cristina.

Especialistas também falam que receitas milagrosas não existem. “O tratamento é feito com medicamentos por via oral”, diz Wulkan.