Musical com trajetória de Cássia Eller ganha mais quatro apresentações em SP

Quem não assistiu à “Cássia Eller, o Musical”, na temporada do espetáculo no Teatro Opus que terminou em agosto, terá mais algumas oportunidades de vê-lo agora. Após percorrer diversas cidades do Brasil, a peça terá quatro sessões neste fim de semana, no Teatro Bradesco, na capital.
Escrito por Patrícia Andrade e dirigido pela dupla João Fonseca e Vinicius Arneiro, o musical conta a trajetória artística e pessoal da cantora Cássia Eller (1962-2001), desde sua vida antes da fama, em Brasília, até o seu auge, com o lançamento do CD “Acústico MTV” (2001).
As sessões deste fim de semana são iguais às da temporada anterior. Um dos destaques é a quantidade de músicas que compõem a trilha: 39 canções gravadas por Cássia. “Foi difícil compor essa colcha de retalhos. Mesmo com essa seleção, muitas obras ficaram de fora”, afirma a diretora musical da peça, Lan Lahn.
Estão no musical, entre outras, “Lanterna dos Afogados”, “Top Top”, “Palavras ao Vento”, “Malandragem”, “ECT”, “Relicário”, “All Star”, “O Segundo Sol” e “1º de Julho”, todas interpretadas ao vivo pela atriz Tacy de Campos.
“Ela incorporou mesmo o jeito da Cássia. Aliás, o espetáculo todo ficou com a cara dela. É despojado, simples, sem muitos adornos, e consegue mostrar como a Cássia vivia intensamente a música. E a Patrícia fez um belo apanhado da vida dela”, diz Lan Lahn, que é percussionista e foi amiga de Cássia por mais de dez anos.
“Cássia Eller, o Musical” passa pelos momentos mais importantes da trajetória da artista, como o seu namoro com Maria Eugênia, a companheira com quem criou o filho, Chicão, e a sua amizade com o cantor e compositor Nando Reis, criador de alguns de seus maiores sucessos.
“Um dos momentos mais lindos do espetáculo é quando os dois se conhecem. Ele apresenta a Cássia a música “Relicário”, que eles tocam juntos. Imediatamente, nasce uma ligação muito forte entre ela e o Nando”, diz Emerson Espíndola, que interpreta o cantor. “O Nando já assistiu à peça diversas vezes e se emocionou”, completa o ator.
Emoção que Lan Lahn também afirma sentir com a vida longa do espetáculo. “Fico duplamente feliz em saber que o público vem respondendo, com sua presença, à cada sessão que o musical ganha. Sinto que estou participando de uma homenagem bastante merecida a Cássia Eller.

CÁSSIA ELLER, O MUSICAL
QUANDO Sexta (24), às 21h; sábado (25), às 17h e às 21h; domingo (26), às 19h.
ONDE No Teatro Bradesco (rua Palestra Itália, 500, Perdizes, Bourbon Shopping, tel. (11) 3670-4100).
QUANTO De R$ 50 a R$ 100. 1.457 lugares. 16 anos.

(Folhapress)
Foto: Divulgação