Moradores criam campanha na Grande SP para proteger macacos de febre amarela

Moradores da região da Serra da Cantareira, em Mairiporã (Grande SP), criaram a campanha Um Sonho de Bugio, para cobrar, do poder público, mais atenção e providências em relação ao crescente número de macacos mortos pela febre amarela silvestre na área.
De acordo com o último balanço divulgado pela prefeitura, 105 macacos já morreram desde agosto -22 confirmados com a doença. Outros 65 estão sob análise no Instituto Adolf Lutz. Os animais não transmitem o vírus aos humanos, somente dois tipos de mosquitos. Mas indicam a existência da doença na área afetada.
A campanha Um Sonho de Bugio conta com uma página no Facebook e começou no final de novembro. Os moradores confeccionaram e distribuíram camisetas e também produziram vídeos informativos sobre contaminação e como proceder ao encontrar um macaco morto.
“Infelizmente, a prefeitura não tem estrutura para cuidar desse desastre ambiental. Não está recolhendo direito nem os macacos mortos para análise. Alguns moradores estão enterrando os animais por conta própria”, afirmou a médica Adriana Homem, 50 anos, idealizadora do projeto. “Já que as autoridades não estão lidando com a questão de maneira adequada, estamos fazendo nossa parte. Temos de evitar a extinção dos bugios na Cantareira”, afirmou o economista Plinio Spina, 56 anos, morador da região.
A Prefeitura de Mairiporã, sob gestão do prefeito Antonio Aiacyda (PSDB), negou que não tenha estrutura para tratar o problema.

(Folhapress)
Foto: Reprodução/Facebook