Doria tira folga até 2 de janeiro e dá lugar a Bruno Covas e Milton Leite

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), tirou folga nesta sexta-feira (22) e só deverá retornar ao trabalho no dia 2 de janeiro. Até a próxima quarta-feira (27), quem vai substituir o prefeito é o seu vice, Bruno Covas. De quinta-feira (28) da semana que vem até o dia 1º de janeiro, será a vez de o presidente da Câmara, o vereador Milton Leite (DEM), assumir o cargo.
Segundo a prefeitura, “o período de afastamento do prefeito foi comunicado ao presidente da Câmara, conforme a publicação feita no “Diário Oficial” do dia 15 de dezembro de 2017, com prejuízo dos vencimentos”.
Ou seja, esses dias de recesso serão descontados do salário do prefeito. Doria doou todos os seus salários, até agora, para entidades filantrópicas -como havia prometido em campanha.
Doria, que na campanha eleitoral explorou a imagem de “João trabalhador”, tirou poucas folgas neste ano. Também tem feito extensa agenda oficial diária, com atividades que começam bem cedo, pela manhã, e terminam à noite.
Essa é a segunda vez que o tucano se ausenta da prefeitura por “motivos pessoais”.
A primeira vez foi para comemorar o aniversário da filha de 15 anos em San Juan, em Porto Rico, em junho. À época, fez um vídeo, o qual publicou no Facebook, falando sobre a folga.

(Folhapress)
Foto: Divulgação/Prefeitura SP