Márcio França e João Doria seguem empatados, aponta pesquisa Ibope

 

 

Os candidatos ao governo de São Paulo João Doria (PSDB) e Márcio França (PSB) estão empatados no limite da margem de erro, aponta a mais recente pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, divulgada na tarde desta terça-feira, 23. O tucano tem 53% dos votos válidos e França, 47%. A margem de erro é de três pontos porcentuais para mais ou para menos.

Considerando os votos totais, quando são contabilizados brancos e nulos, Doria tem 46% e França, 41%. O resultado é praticamente o mesmo da pesquisa anterior: a única diferença é que o candidato do PSB oscilou um ponto para baixo. Brancos e nulos chegaram a 11%; 3% dos entrevistados disseram que anulariam o voto.

Na pesquisa espontânea, quando os entrevistados respondem antes de ler as opções de nomes de candidatos, Doria e França também estão tecnicamente empatados. O ex-prefeito de São Paulo tem 32% e o atual governador do Estado está com 29%. Na pesquisa anterior, o tucano aparecia com 28% das intenções de voto e o candidato do PSB tinha 26%.

Apesar do empate, quando questionados sobre quem será o próximo governador, independentemente da intenção do eleitor, a maioria respondeu que Doria ocupará o cargo, com 55%, ante 31% que apontaram o nome de França. O levantamento mostra ainda que 14% não sabem ou optaram por não responder.

O levantamento do Ibope também aponta que a rejeição de Doria é a maior – 34% afirmaram que não votariam nele de jeito nenhum. A taxa oscilou para cima em dois pontos em relação à pesquisa anterior. A de França está em 27%.

A pesquisa foi realizada nos dias 20 a 23 de outubro de 2018. Foram entrevistados 1.512 eleitores em 78 cidades.O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

O levantamento foi contratado pelo Estado e pela TV Globo e está registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) sob o protocolo SP-00150/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-06889/2018.

 

Foto:Gabriel Cardoso