Prefeitura inicia operação para reduzir número de acidentes na zona sul de SP

 

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, iniciou nesta sexta-feira (9) a operação Carlos Caldeira Segura com medidas estruturais e operacionais para aumentar a segurança da via e reduzir acidentes. A avenida da zona sul da capital recebeu melhorias na sinalização horizontal e vertical, aumento do efetivo de agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e alterações viárias em pontos críticos.

A via também teve a reprogramação dos semáforos para garantir a segurança dos pedestres. Assim como implantado nos programas M´Boi Segura e Celso Garcia Segura, a CET reforçou as ações com faixas, banners e quatro Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs), para a orientação dos usuários

De acordo com os dados da CET, a Carlos Caldeira Filho apresentava riscos elevados de acidentes por automóveis, principalmente por desrespeito às leis de trânsito. A via teve ocorrência de duas mortes em 2017, no entanto, os números deste ano apontaram para a necessidade de intervenção de segurança. No 1º semestre de 2018, foram registradas sete mortes, em cinco acidentes.

Após análise das ocorrências, a CET identificou pontos críticos, por exemplo, na altura no número 33. Foram registrados choques de veículos contra o muro de proteção da coluna. “Os dados consolidados apontaram para a necessidade imediata de ações de engenharia de tráfego. Implantamos elementos estruturais e nova sinalização para proteger pontos passíveis de choque”, explica o presidente da CET, Milton Persoli.

 

Foto:Luiz Guadagnoli Secom