Prefeitura de SP recebe verba do governo federal para as obras da Fábrica do Samba

 

O prefeito Bruno Covas e o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, oficializaram neste domingo (11) um acordo para liberação de cerca de R$ 83 milhões para obras no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, na zona sul, e para a Fábrica do Samba, na zona norte da capital.

As obras da Fábrica do Samba, na Avenida Doutor Abrahão Ribeiro, foram iniciadas em 2012 e chegaram a ficar paralisadas na gestão passada por falta de recursos. Elas continuaram em ritmo lento de abril de 2016 até setembro de 2017, quando a atual gestão retomou, com recursos próprios, a construção do último bloco em setembro de 2017.

A estrutura do local que irá abrigar as escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo conta com 14 barracões, área administrativa, Memorial do Samba, salas de aula e área externa.

Com uma área total de cerca de 64 mil m², o espaço é dividido em três blocos. O Bloco A, com três galpões, e o Bloco B, com quatro galpões, já estão prontos e são utilizados pela Liga das Escolas de Samba. A Prefeitura de São Paulo receberá R$ 40 milhões para dar sequência nas obras e finalizar o Bloco C, composto por outros sete galpões.

Toda estrutura pré-moldada dos sete galpões que compõem o bloco C foi concluída em janeiro de 2018 e 50% da alvenaria já está pronta. Além dos serviços de alvenaria, instalações elétricas, hidráulicas e de dispositivos contra incêndio estão sendo feitas.   

Também foram concluídas as obras da portaria, dos 57 banheiros externos para visitantes, de duas passarelas, de duas caixas d’água e da área para reciclagem, que ocupa o espaço de três galpões e tem capacidade para reciclar 400 toneladas de material.

Desde o início do projeto (2012) até agora foram investidos R$ 176,8 milhões nas obras da Fábrica do Samba, sendo R$ 108,2 milhões (PMSP), R$ 27,5 milhões do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano (FUMDURB) e R$ 40 milhões (governo federal, por meio do Ministério do Turismo).

 

Foto:Leon Rodrigues Secom