Procurador-geral afirma que Flávio e mais 26 deputados são investigados

O procurador-geral do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPERJ), Eduardo Gussem, afirmou nesta segunda-feira, 21, que o deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL) e outros 26 deputados estaduais fluminenses citados no relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) são investigados na esfera civil por suspeita de improbidade administrativa.

Segundo ele, por enquanto, não há nenhuma investigação criminal decorrente das informações contidas no relatório, embora as suspeitas de “cotização” de salários de funcionários de gabinetes da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) possam configurar crime de peculato.

Nesse momento, disse, o Ministério Público está “apurando” os fatos contidos no relatório. Dessa apuração, poderá ser instaurada uma investigação criminal. “Ninguém é investigado. Inicialmente estamos apurando fatos”, disse.

 

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil