476 urnas foram substituídas e uma seção em SP tem votação manual, diz TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que 476 urnas eletrônicas precisaram ser substituídas neste segundo turno de votação nas eleições municipais, e uma seção no Estado de São Paulo passou a operar com votação manual. Os dados foram atualizados no boletim das 14h do órgão e consideram informações registradas até 13h39 deste domingo (29).

Na atualização anterior, divulgada ao meio-dia, ainda não havia nenhuma seção com registro de votação manual.

São Paulo segue como o Estado com o maior números de urnas trocadas, registrando 146 casos. No Rio de Janeiro, 129 unidades foram substituídas. A troca de urnas garante a continuidade da votação em caso de algum imprevisto. Segundo TSE, o País conta com 48.231 urnas de contingência.

De acordo com o TSE, 38.284.410 brasileiros estão aptos para votar neste segundo turno, divididos em 57 cidades pelo País, 18 delas capitais. Até 12h05, o TSE relatou que 503.559 eleitores justificaram ausência por meio do aplicativo e-Título, que segue funcionando sem registros de instabilidade. Em caso de dificuldades no uso do aplicativo, o tribunal tem recomendado que os eleitores atualizem a versão do aplicativo.

A justificativa para pessoas que estão fora de seu domicílio eleitoral também pode ser feita presencialmente em qualquer seção eleitoral. Quem não conseguiu ir votar tem até 60 dias para justificar pelo aplicativo, site ou presencialmente em cartório, a partir de amanhã. É preciso anexar documento que comprove o motivo da ausência.