Água Legal chega para comunidade da zona Leste da capital

A Sabesp irá regularizar as ligações de água para cerca de 1,5 mil pessoas na comunidade Barão Carvalho do Amparo, zona leste da capital, por meio do Programa Água Legal. A Companhia já começou os trabalhos junto à comunidade, onde serão assentados aproximadamente 1,1 mil metros de redes de água, além da execução de 367 ligações de água.

A instalação das redes e ligações está sendo feita por meio de contrato de performance, pelo qual a empresa contratada é remunerada com base nos resultados obtidos e metas cumpridas. A previsão é que os trabalhos na Comunidade Barão Carvalho do Amparo sejam concluídos até o final de setembro 2021.

Na região, o Programa Água Legal também irá beneficiar os moradores das Comunidades Guilherme de Abreu Sodré, Barão de Benfica, Savoyzinho, Águia de Haia, Cambalacho, Esperantinópolis e Jardim Eliane. Com investimento de cerca de R$ 7 milhões, financiados pelo Banco Mundial, todas essas as obras devem ser concluídas até maio/2022.

“O trabalho da Sabesp na regularização de água e esgoto é fundamental, pois são comunidades carentes. Nós estamos numa década da pior recessão que o País já viveu e as periferias das grandes cidades sofrem uma pressão habitacional muito grande. Algumas dessas habitações já estão consolidadas, e a Sabesp tem feito esse trabalho de regularização da água, porque ali as condições são precárias com esgoto correndo a céu aberto, água usada de forma irregular que não vem com a qualidade adequada. Esse trabalho conjunto para a implantação do Programa Água Legal e redes de esgotos nesses espaços é fundamental e muda a vida das pessoas”, afirmou Lucas Santos Sorrillo, Subprefeito de Cidade Tiradentes.

O propósito do Água Legal é levar saúde e qualidade de vida para a população, bem como a preservação dos recursos hídricos ao combater perdas de água. A ação ainda assegura cidadania à população dos bairros atendidos, na medida em que os moradores passam a ter comprovante de endereço com a conta d’água. O programa tem a finalidade de regularizar ligações de água em áreas de alta vulnerabilidade social, mediante autorização dos órgãos competentes. Nessas localidades, em geral os moradores são abastecidos de modo precário por tubulações improvisadas e sujeitas à contaminação. Em quatro anos, cerca de 500 mil pessoas tiveram suas ligações regularizadas pela Sabesp por meio do Água Legal. A meta é até 2025 beneficiar mais de 870 mil pessoas somente na Grande São Paulo.

“Na região de Itaquera temos inúmeras comunidades com abastecimento irregular e a meta da Sabesp é proporcionar o atendimento de água e esgoto em todas essas áreas, levando qualidade de vida para essa população. Conseguimos a regularização num esforço conjunto com as Subprefeituras, que são grandes parceiras neste projeto. Com a implantação dos sistemas de
rede de água teremos a garantia de água potável para esta comunidade, extremamente importante neste momento de pandemia, e com a implantação de redes de esgoto ajudamos a prevenir doenças”, ressaltou Elis Regina Jesus, gerente da Sabesp na região de Itaquera.

O Água Legal colocou a Sabesp entre as empresas vencedoras do prêmio “Cases de Sucesso em Água e Saneamento (ODS 6) 2019”, da Rede Brasil do Pacto Global, iniciativa da ONU que reconhece as melhores ações da área no Brasil e qualifica o debate sobre o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 6 – Água e Saneamento.