Governo de SP lança a Agenda Tarsila, eixo fundamental do projeto Modernismo Hoje

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo lançou na quarta-feira (1), data em que se comemora o nascimento de Tarsila do Amaral, a Agenda Tarsila, um braço fundamental do projeto “Modernismo Hoje”, concebido pela pasta para celebrar o legado da Semana de Arte Moderna de 1922. A iniciativa é um guia especial e único sobre a temática. Além de acompanhar a programação, o público poderá conferir a história do movimento modernista, curiosidades, galerias de fotos, entrevistas exclusivas com familiares, artistas contemporâneos e pesquisadores dos principais personagens que lançaram tendência no Movimento Modernista, como Tarsilinha do Amaral, sobrinha-neta de Tarsila do Amaral.

“Uma data da importância da Semana de 22 precisa ser celebrada ao longo de um período significativo, suficiente para que muitos eventos aconteçam”, afirmou o secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado, Sérgio Sá Leitão. “Nós vamos ampliar cada vez mais a oferta de serviços e a programação da Agenda Tarsila. Ela estará disponível até dezembro de 2022 e depois ficará como um registro da celebração do centenário”, disse.

O projeto disponibilizará ainda conteúdo nas redes sociais (InstagramTwitterFacebookTikTok e Youtube) com diversas novidades envolvendo o centenário. Toda a gestão e produção da Agenda Tarsila é realizada pela Organização Social Amigos da Arte.

“São Paulo sempre esteve na vanguarda deste movimento e agora, em seu centenário, não poderia ser diferente” afirmou Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte. “A Agenda Tarsila tem como principal objetivo fomentar continuamente essa programação diversa e democrática, que dialoga diretamente com os ecos deste movimento tão disruptivo e que segue presente na arte e na cultura cem anos depois.”

Ampla oferta Cultural

O projeto Modernismo Hoje é composto por quatro eixos integrados: Programação das instituições culturais do Governo; a Agenda Tarsila, um calendário integrado de atividades do poder público e da sociedade civil; Fomento, o apoio financeiro a projetos da sociedade civil e de prefeituras; e Articulação com o setor de turismo e o poder público de outras instâncias. 

A ação tem como objetivo gerar uma oferta cultural de grande relevância e alta qualidade; valorizar a Semana de 22 e seu impacto na produção cultural brasileira; estimular a reflexão sobre o modernismo e o legado dos modernistas e destacar o papel de São Paulo e dos artistas paulistas no modernismo. O projeto já realizou mais de 40 atividades culturais como exposições, apresentações musicais, seminários, palestras, leituras dramáticas, cursos, oficinas, residências artísticas e outras atividades.

Dentro da linha de fomento, um investimento de R$ 1,5 milhão será destinado ao ProAC Expresso Edital, do Governo do Estado de São Paulo, com o objetivo de promover a realização de projetos da sociedade civil relacionados ao Centenário da Semana de Arte Moderna de 1922 no Estado de São Paulo. Foram 494 projetos inscritos no Edital 35/2021, que estão em processo de seleção.

Confira mais detalhes da Agenda Tarsila no site oficial: www.https://agendatarsila.com.br/.    Abaixo as próximas atrações:

Série Outras Vanguardas

Série audiovisual “Outras Vanguardas”, sobre os movimentos vanguardistas de São Paulo que surgiram desde a Semana de 22. Todas as sextas-feiras um episódio inédito, às 21h30 – Plataforma e aplicativo #CulturaEmCasa (22 de julho a 01 de outubro de 2021)

Estação Pinacoteca

Exposição “John Graz: idílico tropical e moderno” na Estação Pinacoteca, com mais de 150 itens para revisitar a trajetória de um dos mais importantes nomes do modernismo no Brasil (31 de julho de 2021 a 31 de janeiro de 2022)

Sala São Paulo/ Osesp

Série “Modernismo na Música Brasileira” com execução da Osesp, na

Sala São Paulo: Concerto para violão de Francisco Mignone com regência de Neil Thomson e como solista Fábio Zanon (09, 10 e 11 de setembro / transmissão ao vivo dia 10)

Concerto para violoncelo n. 2 de Heitor Villa-Lobos, com regência de Isaac Karabtchevsky e como solista Antonio Meneses (23, 24 e 25 de setembro / transmissão ao vivo dia 24)

Live com Fábio Zanon sobre Francisco Mignone e Modernismo na Música Brasileira (7 de setembro)

Live com Isaac Karabtchevsky e Antonio Meneses, sobre a obra para violoncelo e orquestra de Villa-Lobos (22 de setembro)

Mediação lives: Arthur Nestrovski

Concerto “Floresta Villa-Lobos” na Sala São Paulo com execução da Osesp regida por Marin Alsop apresentando obras de Villa-Lobos, Tom Jobim, Philip Glass e outros compositores paulistas (18, 19 e 20 de novembro / transmissão ao vivo dia 19).

Pinacoteca de São Paulo

Exposição “A Máquina do Mundo” na Pinacoteca de São Paulo, com obras de artistas modernistas e contemporâneos e curadoria de José Augusto Ribeiro (06 de novembro de 2021 a 21 de fevereiro de 2022)

Memorial da América Latina

Espetáculo “Brasil 1922 a 2022”, com projeção de imagens e repertório musical tocado ao vivo pela São Paulo Big Band no Memorial da América Latina e em seis cidades do interior de São Paulo (Estreia no Memorial 05 e 06 de novembro)