Governo de SP entrega Estação Jardim Colonial da Linha 15-Prata do Metrô

O Governador em exercício Rodrigo Garcia entregou nesta quarta-feira (29) a Estação Jardim Colonial da Linha 15-Prata do Metrô, que passa a ter 14,6 km de extensão, ligando a Vila Prudente à região do Iguatemi. Essa nova estação terá demanda prevista de cerca de 40 mil pessoas por dia, possibilitando aos moradores da região redução de até 50% no tempo de deslocamento até o centro, em comparação a viagens feitas por carro ou ônibus.

“Essa é a quinta estação que entregamos desde 2019. Desde quando assumimos o governo, trabalhamos todos os dias para retomar as obras que estavam paradas e a Linha-15 é um bom exemplo disso. A mobilidade numa cidade como São Paulo talvez seja, ao lado da saúde, aquilo que mais importa às pessoas”, afirmou o Governador em exercício.

Inicialmente a estação vai funcionar diariamente das 10h às 15h, permitindo a realização de testes e ajustes nos demais períodos. Haverá cobrança de tarifa. O horário de funcionamento poderá ser ampliado gradativamente, até que ocorra a operação em horário integral. Um trem exclusivo vai percorrer o trecho entre a nova estação Jardim Colonial e São Mateus.

Os passageiros que vão sentido Vila Prudente deverão desembarcar em São Mateus e embarcar em um outro trem. Já quem segue para Jardim Colonial deverá descer em São Mateus e embarcar no trem exclusivo com destino à nova estação. Funcionários do Metrô e mensagens sonoras pelas estações vão auxiliar os passageiros a prosseguirem suas viagens.

Com a abertura da estação, a rede de transporte sobre trilhos em São Paulo chega a 377 km de extensão, atendendo 23 municípios por uma única tarifa. Somente na Região Metropolitana de São Paulo são 353 km de trilhos, sendo 104,4 km nas linhas de metrô.

A estação, localizada na Avenida Ragueb Chohfi, esquina com a Rua André de Almeida, tem 4,5 mil m² de área construída, com sanitários e estruturas totalmente acessíveis. São três elevadores e nove escadas rolantes, além de piso podotátil e paraciclos para o estacionamento de 80 bicicletas. Também há portas automáticas de segurança que abrem na chegada dos trens.

A Estação do Jardim Colonial tem o padrão estético das demais estações da Linha 15, com um conceito arquitetônico para interferir o mínimo possível na paisagem local. O diferencial está no chamado “Telhado Verde”, que cobre as lajes dos dois acessos da estação – um em cada lado da Avenida Ragueb Chohfi – com jardins e diversas espécies de plantas. Ao todo são 218 m² de jardins, ajudando a melhorar o ar da região e auxiliar para a redução das ilhas de calor.

“Com toda a pandemia, com todos os problemas que tivemos, nenhuma obra ficou paralisada. Todas as obras da Secretaria dos Transportes Metropolitanos foram retomadas nesta gestão. Hoje temos na cidade de SP cinco obras de trilhos andando ao mesmo tempo, nunca tivemos isso antes na história”, destacou Paulo Galli, Secretário dos Transportes Metropolitanos.

Linha 15-Prata

Construída pelo Metrô de São Paulo, a Linha 15-Prata é o primeiro monotrilho de alta capacidade de transporte do Brasil que conecta as regiões leste e sudeste à toda rede de trilhos de São Paulo. O monotrilho possui características similares ao metrô convencional, porém seus trens trafegam com pneus sobre vigas de concreto elevadas.

A linha agora tem 14,6 km de extensão e 11 estações. No início da atual gestão, em 2019, uma das primeiras medidas foi ampliar a operação para o horário integral, também retomando e concluindo as obras de outras quatro estações, além de iniciar a construção da estação Jardim Colonial. Essas medidas aumentaram a capacidade de transporte da Linha 15, que também passou a ser a linha do Metrô mais bem avaliada pelos passageiros.

O Metrô trabalha na ampliação da linha com a licitação já em andamento para contratar as obras que vão construir mais duas estações (Boa Esperança e Jacu Pêssego) no sentido leste. Também haverá uma outra etapa no sentido oeste – em fase final de projeto para licitar as obras – que vai construir a estação Ipiranga, conectando-se à Linha 10-Turquesa da CPTM. Com essas três estações, a linha deve chegar ao total de 14, com 19,8 km de Ipiranga a Jacu Pêssego, podendo transportar 485 mil pessoas por dia.