Instituto do Câncer promove ação na Estação Brás do Metrô em prol ao Julho Verde

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Na sexta-feira, 1, das 10h às 13h, a estação Brás do Metrô, na linha 3 – Vermelha, contará com profissionais do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), unidade ligada ao Complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo para a ação da campanha Julho Verde, mês de conscientização sobre o câncer de cabeça e pescoço.

A iniciativa faz parte da programação especial que foi preparada com o intuito de alertar as pessoas para os tumores que se desenvolvem na boca, língua, faringe, laringe, glândulas salivares, cavidade nasal e da tireoide, e que afetam diretamente as funções de fala, deglutição, respiração, paladar e olfato.

Na ação, médicos, dentistas e outros profissionais do Instituto, abordarão o público com folders explicativos sobre o que é, como prevenir e os sintomas do câncer de cabeça e pescoço, os convidarão para participar de jogos educativos sobre o tema, além de estarem disponíveis para perguntas. Em parceria com o Icesp, a equipe do Centro de Referência em Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod) também estará presente e realizará testes para medição do nível de consumo de álcool e orientações de como parar de fumar.

Para o chefe do Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Icesp, Marco Aurélio Kulcsar, ações como essa são muito importantes para a população. “Precisamos que as pessoas tenham consciência do quanto é fundamental o diagnóstico precoce. O câncer de boca, por exemplo, é o terceiro em incidência no Brasil no sexo masculino e mata, em média, 5 mil pessoas por ano. Precisamos disseminar as formas de prevenção para diminuirmos esses números“, comenta Kulcsar.

Câncer de cabeça e pescoço

A maior forma de prevenção para os cânceres de cabeça e pescoço é evitar o tabaco, o consumo excessivo de álcool e possuir uma boa higienização bucal. Um estudo realizado no Icesp, identificou que 80% dos pacientes atendidos com esses tipos de tumores são ou já foram tabagistas. Além desses fatores, o papilomavírus humano (HPV) também pode acarretar o câncer de boca, portanto, o ideal é sempre utilizar preservativos nas relações sexuais.

Os sintomas mais comuns desses tumores são nódulos no pescoço, dificuldade para engolir, mudança na voz, rouquidão que não melhora, manchas avermelhadas ou brancas na boca e aftas.

De acordo com Marco Aurélio Kulcsar, é muito importante consultar um médico ao sentir qualquer sintoma. “Quanto mais cedo o tumor for diagnosticado, maiores são as chances de cura. Em tratamentos precoces, a chance do paciente ficar curado é entre 80 a 90%, independentemente do tipo de câncer de cabeça e pescoço. Além disso, os tumores precoces possuem custo de tratamento 10 vezes menor que os avançados”, finaliza o especialista.

SERVIÇO:

Ação campanha Julho Verde

Data: 1 de julho

Horário: 10h às 13h

Local: Estação Brás – Linha 3 Vermelha do Metrô

Único jornal diário gratuito no metrô