Share
Gestão Alckmin lança projeto de trem que interliga cidades do Estado

Gestão Alckmin lança projeto de trem que interliga cidades do Estado

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou o projeto de uma linha de trem de passageiros e carga que liga São Paulo a Campinas e Americana, além de cidades no Vale do Paraíba e litoral.
O projeto, batizado de Trem Intercidades, terá um trajeto de 135 km no total e contará com nove estações. A expectativa é que ele atenda até 60 mil passageiros por dia.
O governo federal deve ceder o espaço físico para a implantação do trecho que liga São Paulo às cidades Campinas e Americana, no interior do Estado.
De acordo com a STM (Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos), o presidente Michel Temer garantiu ao secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Clodoaldo Pelissioni, que o projeto deve fazer parte do programa de concessões da União, em reunião realizada nesta terça-feira (28), em Brasília.
“Este trem é muito importante porque tem alta capacidade de transporte, integrando regiões metropolitanas, facilitando o ir e vir das pessoas e com qualidade. São trens modernos e de velocidade média. E temos a boa notícia para darmos continuidade ao projeto”, afirmou o governador Geraldo Alckmin.
O primeiro trecho está avaliado em cerca de US$5 bilhões e deverá receber financiamento do BNDES, segundo a secretaria. O projeto completo ainda prevê que haja estações ligando São Paulo a Santos, Sorocaba e Pindamonhangaba, em um total de 431 km de percurso.
Em nota, a STM afirmou que o Governo Federal vai ceder a faixa de domínio do transporte de cargas do trecho São Paulo, Campinas e Sorocaba até abril. A pasta não informou, no entanto, quando seria o início das obras.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

4 Comentários neste post

  1. Samantha

    E o monotrilho do ABC, nada né?? Esse cara só sabe prometer. Fazer que é bom, nada.

    Responder
  2. Roberto Mendes

    O cara não consegue nem entregar as estações da linha 4 do metrô e nem o monotrilho da cidade e já está inventando moda!!

    Responder
  3. Maurilio

    Já estamos em 19.08 e até agora, NADA! Típico desse enrolador e seu partido, o PSDB, aliado (ou quem manda?) do Temer e que manda e desmanda em SP há mais de 20 anos. Pobres paulistas! O Estado mais desenvolvido do país, com três regiões metropolitanas coladas umas às outras e sem outra opção de transporte que não seja ônibus e carros particulares! O mundo já está no século XXI, São Paulo parou em meados do século XX, quando extinguiram os trens de passageiros.

    Responder
  4. alberto camargo

    Até que enfim um sinal de retomada da malha ferroviária paulista. Vão ter que andar rápido, pois os trens cruzavam TODO o Estado de São Paulo. Estávamos com um pé no primeiro mundo e certas “políticas” de transporte destruíram esse sonho. Nos países desenvolvidos o transporte ferroviário é abundante e por isso mesmo, há competitividade entre os setores diversos de transporte estendendo-se a competitividade, claro, para os custos e os preços das passagens.

    Responder

Deixe seu Comentário