Share
Capoeirista de 63 anos é morto a facada durante discussão política

Capoeirista de 63 anos é morto a facada durante discussão política

 

 

O mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, de 63 anos, conhecido como Moa do Katendê, foi assassinado a facadas, em um bar na Avenida Vasco da Gama, próximo ao Dique do Tororó, em Salvador. De acordo com o Boletim de Ocorrência, o crime ocorreu após uma discussão política por volta de 3 horas desta segunda-feira, 8. O suspeito foi preso.

O registro policial afirma que Romualdo teria discutido com o agressor por conta do resultado da votação. Ainda de acordo com o documento, o capoeirista teria declarado que votou em Fernando Haddad (PT) nas eleições 2018 e fazer críticas ao candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o assassino tinha chegado ao bar gritando o nome do candidato do PSL.

A perícia identificou que as 12 facadas proferidas pelo criminoso atingiram a região das costas de Katendê. Um amigo do mestre de capoeira, que tentou defendê-lo do ataque, também ficou ferido. O autor do crime foi preso por policiais militares da 26ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

O governo da Bahia determinou “prioridade máxima” nas investigações.

 

Foto: Reprodução facebook

 

Deixe seu Comentário