Share
Prefeitura de São Paulo conclui elevação  de viaduto e Covas descarta a demolição

Prefeitura de São Paulo conclui elevação de viaduto e Covas descarta a demolição

O viaduto da Marginal do Pinheiros que cedeu 18 dias atrás teve a sua elevação finalizada na tarde deste domingo, 2. Com a recolocação da estrutura em seu nível original, dois metros acima, a Prefeitura de São Paulo descartou a possibilidade de demolir o viaduto. Os testes haviam sido iniciados neste sábado, 1º, quando se ergueu em um metro o viaduto. O outro metro restante foi elevado neste domingo.

O prefeito Bruno Covas (PSDB), que esteve no local, informou que em 15 dias será possível determinar as obras necessárias para a remediar a estrutura, além do cronograma de conclusão. Após o macaqueamento – termo técnico para designar a elevação da estrutura – , finalizado neste domingo, engenheiros da administração municipal vão realizar estudos para determinar a estratégia de recuperação.

“Hoje conseguimos descartar 100% a hipótese de demolição do viaduto, com o resultado que tivemos aqui do macaqueamento. Já conseguimos prever isso porque essa ainda era uma hipótese que levávamos em consideração, o que significaria mais prazo para poder fazer a demolição e a construção de um novo viaduto”, afirmou o prefeito.

Por causa do trabalho, a CPTM havia interrompido a circulação da Linha 9-Esmeralda entre as estações Cidade Universitária e Villa-Lobos/Jaguaré. Com a conclusão do macaqueamento, a CPTM foi avisada para que o trem volte a circular normalmente. Para suprir a demanda do transporte de passageiros, 20 ônibus ficaram disponíveis entre este sábado, 1º, e domingo.

Foram utilizados no trabalho seis macacos hidráulicos, todos operando ao mesmo tempo, e cada um deles tinha capacidade para erguer 300 toneladas. Os equipamentos foram apoiados em dez estacas previamente instaladas.

Enquanto as obras estão sendo executadas e a prefeitura toca os processos para a contratação de empresas que farão as vistorias em outros viadutos, a administração municipal fará uma nova vistoria visual em cerca de 160 outros pontos da cidade, para detectar novos locais que possam estar em risco.

 

Foto: Rovena Rosa ABr

Deixe seu Comentário